TV Floripa

Carregando...
Redes sociais:
RSS

Indicar página

O que são TV's Comunitárias

São TVs independentes que promovem a apropriação pública da tecnologia e de espaços na mídia televisiva. Os papéis de emissor e receptor da mensagem se confundem na TV comunitária; todos os que delas participam são críticos e ativos no processo.

O canal comunitário nas operações de tevê a cabo é o espaço reservado para a divulgação de assuntos de interesse das comunidades locais. Ele é um dos seis canais de acesso público criado pela Lei da TV a Cabo (Lei nº 8.977, de 6 de janeiro de 1995). A partir de então, toda a comunidade pode ter acesso aos processos de produção das mensagens exibidas posteriormente em espaços públicos como praças, colégios, igrejas, hospitais, centros comunitários, associações de bairro ou por onde passar o cabo. A produção de vídeo comunitário não se aprende com aulas, regras ou exemplos, apesar de que estes insumos possam servir de grande auxílio. As formas de proximidade com a comunidade podem ser variadas, das quais decorrerão riscos e descobertas.

A produção em si não tem regras rígidas. Também não comporta malabarismos de edição; a sofisticação da narrativa fica por conta da captação criativa e da produção de um ou outro elemento visual atraente. Cria-se um desafio na construção da linguagem e da metodologia, desmistificando os grandes veículos e abrindo novas possibilidades.

TVs Comunitárias são espaços criativos, participativos e de produção simples. Proporcionam a regionalização da comunicação televisiva, compromissada apenas com a postura ética, dada a sua abertura a livre participação. Sua função é exercer, de fato, a democracia participativa. Existe um mundo desconhecido pela sociedade em relação às comunidades. Com a TV Comunitária, o Brasil pode começar a olhar para suas diversas e verdadeiras faces.