TV Floripa

Carregando...
Redes sociais:
RSS

Indicar página

Histórico

A TV Floripa é um veículo de comunicação gerido pela Associação das Entidades do Canal Comunitário de Florianópolis. É regulamentada pela Lei Federal 8.977 - a chamada Lei da TV a Cabo - de 06 de janeiro de 1995, que garante tecnologia de alta qualidade no acesso público à televisão. No Brasil, a sociedade civil organizada tem a disposição 143 canais comunitários nas TVs a cabo, dentre os quais aproximadamente 80 estão no ar. A TV Floripa não tem fins lucrativos e está voltada para maior participação da sociedade na televisão brasileira.

Para conseguir este objetivo, buscamos um maior apoio dos diversos segmentos da comunidade, objetivando a promoção da cidadania, com ênfase nas questões ambientais e na educação para a saúde. A emissora é plural e democrática dando voz a todos os setores da sociedade, nas suas diversas manifestações culturais. Em dezembro do ano 2000, a TV Floripa foi reconhecida como veículo de Utilidade Pública Municipal.

Origens

A TV Floripa é a pioneira das emissoras comunitárias em Santa Catarina. Fundada em 23/05/1998, sua programação foi ao ar pela primeira vez em 17/12/1997. A caminhada nesta direção tomou corpo a partir do I Seminário Catarinense da TV a Cabo de Acesso Público, organizada pela Associação Diálogo – Cultura e Comunicação. O seminário aconteceu no dia 04 de julho com o apoio de 26 entidades e 40 pessoas envolvidas. A partir desse seminário, foi organizada a Comissão Provisória do Movimento Pró-Canal Comunitário de Florianópolis para a realização de reuniões e atividades.

Essa comissão passou a constituir a Associação das Entidades Usuárias do Canal Comunitário de Florianópolis, responsável pelo canal. O equipamento inicial foi viabilizado por representantes catarinenses da ABVP – Associação Brasileira de Vídeo Popular - e o espaço para a sede foi cedido pelo Sindicato dos Bancários, onde a TV Floripa ocupou o  primeiro andar. Em 2011 mudou-se para o prédio do Sinjusc - Sindicato dos Servidores do Poder judiciário em Santa Catarina, com melhores instalações e passando a trabalhar com sinal digital, o que melhorou muito a trnsmissão.